30 de Agosto – Mariza no Castelo de Óbidos

Hoje de manhã foi engraçado… é curioso este mail de agora a dizer que foste ouvir a Mariza. Vinha no carro a ouvir “Chuva” e claro, lembrei-me imenso do Pedro, de ti e da Té. A entrada dele na porta da Omnitur, os almoços, as trocas de carros, as boleias… Ainda deitei uma lagrimucha, recordei o sorriso e presença tão simpática! Era bom estar com ele!

Não era meu irmão mas também tenho saudades!

Hoje vai um beijinho especial cheio de boas recordações,
Mariana

Minha querida Mariana: a Mariza fez ontem uma interpretação de “Chuva” GENIAL. Para mim, e para a Té que estava comigo, embora não tenhamos comentado nada uma com a outra – foi um momento alto do concerto. Essa música está para sempre associada à imagem do meu irmão.

Lembro-me dele sempre, mas à hora de almoço mais, lembro-me muitas vezes, como tu referes, dele a entrar pela Omnitur SEMPRE A RIR “então? onde é que vamos almoçar?”.

Lembro-me de estarmos sempre a falar em ir à Taverna ou ao Quinzena comer o bacalhau assado com magusto, que ele adorava, e quase sempre lembrava-mos no dia errado… e nem sei se chegámos a comer esse petisco os 3.

Lembro-me de nos últimos dias do mês irmos aos hamburgers baratos do shopping que e de nos saberem tão bem.

Os primeiros dias foram realmente muito difíceis! Voltar ao trabalho, depois de 5 meses em casa com o João Maria, e sem a companhia do meu querido mano…

Hoje, passados quase 2 anos, ainda me pergunto muitas vezes e sempre sem resposta “como é que isto foi acontecer? a ele, a mim, aos meus pais, à Té?”

Tenho tempo e não vou ao cemitério. Tenho histórias para contar e não as escrevo no blog. Morro de saudades e não consigo chorar.

A Mariza ontem e a tua mensagem hoje fizeram-me chorar e rir. E vai ser sempre assim toda a minha vida. Sempre que me lembro do Tio Pedro, choro e rio.

posted by Patrícia Costa Mateiro

One thought on “30 de Agosto – Mariza no Castelo de Óbidos

  1. Patricia:Nao te conheco..cheguei ao teu blog porque estava nos cantinhos especiais de um blog amigo. Nao te conheco e no entanto…as algrimas correram pela cara abaixo quando o li e quando me emocionei pelo amor presente nas tuas palavras e nas imagens. A minha solidariedade, o meu carinho e a minha admiracaoCarla

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s