Este blog vai levar-nos à TVI

A internet é assim… e quem escreve um blog, muitas vezes nem se lembra que o está a fazer para muita gente.
alguém o leu, gostou e surgiu o convite: Partilhar a história do Tio Pedro!

16 thoughts on “Este blog vai levar-nos à TVI

  1. Olá Patrícia,
    Estou a ouvi-la na TVI e achei esta ideia tão bonita que resolvi vir espreitar o blogue. Hei-de lê-lo com atenção. Tenho a certeza de que o João Maria, e também os outros sobrinhos, vão um dia gostar muito de ler as histórias do Tio Pedro. Eu tenho um Tio Carlos que faleceu também com 20 e poucos anos, tinha eu uns 6 meses. Gosto tanto de ouvir as histórias do meu tio, e alegra-me saber que ele ainda me conheceu e que o meu nascimento lhe deu uma imensa alegria.
    Um beijinho e que Deus abençoe muito o bebé que aí vem e toda a vossa linda família.
    Lara

    Gostar

  2. Ora.. eu também a estava a ver na TVI e tive muita curiosidade de ler. Irei certamente com mais calma ler o seu blog!
    Despertou-me mais curiosidade porque tenho uma irmã mais velha com quem partilho uma relação como partilhava com o seu irmão!!
    Adorei a iniciativa!
    Continue cheia de força..

    Gostar

  3. Eu também tive conhecimento da tragédia com o seu irmão através da TVI. Segui toda a história e fiquei muito emocionado com tudo o vi e li neste seu espaço, que é também um espaço do Pedro.
    Era bom que em todas as famílias houvesse irmãos assim.
    Uma amizade como a que existia entre vocês os dois não merecia terminar nunca, muito menos desta forma trágica.
    Para si para todos os que lhe são queridos, os meus votos de muita saúde e muitas felicidades.

    Teófilo Silva

    Gostar

  4. Estava a ver a tvi adorei ouvir a sua historia.
    Parabéns pelo blog e muitas felicidades para vocês!

    O tio Pedro tinha um sorriso lindo!!!

    Muita força vai em frente com o blog.

    Gostar

  5. Olá!!!
    Antes de vir trabalhar, liguei a televisão e vi parte da tua história…resolvi vir espreitar o blog…aliás…já o li de uma ponta à outra e já chorei…
    Tb eu em Dezembro de 2006 abri o meu blog…que ainda hoje escrevo…dedicado ao meu pai…que perdi nesse mês devido a um cancro no estômago…no entanto hoje o meu blog é dedicado ao meu pai e ao meu filho…um que deixou a minha vida num vazio…e outro que veio preencher parte desse vazio…pois ao fim de 3 meses de ter perdido o meu pai engravidei do meu filhote…que veio nascer no mesmo mês que o meu pai faleceu…eu que tanto lutei para dar um neto ao meu pai…e ele veio nascer dias depois do 1º aniversário que ele nos deixou…os nossos filhos são quem nos dão forças para continuar…mas não é fácil viver sem as pessoas que tanto amamos…dizem que com o tempo a dor da saudade vai diminuindo…mas eu não acho…apesar de acreditar que tenho o meu pai comigo…sei que ele continua connosco…falta-me ver o sorriso dele…falta-me receber o colo e os beijos dele…e principalmente…sei que ele ia adorar ter um neto “macho” como ele dizia…tive pena de o meu filho não o conhecer…mas com apenas 3 anos ele já sabe que tem um avô maravilhoso…”o vô que está no céu” como ele diz…perdi o meu pai…ganhei um filho…e ao olhar para o meu filho…vejo muito o meu pai…preferia ter os dois…mas a vida é assim mesmo…não há volta a dar…:)))
    Há uma coisa que li no teu blog…e que eu própria já escrevi…o filme do nosso casamento…tb nunca mais consegui ver…quem sabe um dia vamos conseguir vê-lo na companhia dos nossos filhos:)))
    Muita força para ti e para todos os que sentem a mesma dor pela falta do teu irmão…uma coisa é certa…ambas temos um anjo da guarda a olhar por nós e pelos nossos:)
    Beijinhos e muitas felicidades

    Gostar

  6. Olá Patrícia! Vi a sua entrevista hoje na tvi e achei o seu gesto muito bonito, tenho a certeza que o Tio Pedro vai ficar para sempre nos corações dos sobrinhos!

    Muita força e parabéns pelos lindos filhos que tem.
    Um grande beijinho
    Inês,
    Covilhã

    Gostar

  7. Olá Patricia! Vi-a hoje á tarde na televisão e é com muito gosto que estou agora a espreitar o seu blog. 🙂 Prometo-lhe que voltarei para ler o seu blog com mais atenção e, como ainda sou novita, pode ser que ao ler o blog do Tio Pedro, eu aprenda algumas lições de vida! x)
    Um enorme abraço para si e um grande 'PARABÉNS' não só pelo blog, mas sim pelos filhos amorosos que tem! Felicidades ! ^-^

    Gostar

  8. Olá patricia.

    Vi a sua entrevista na tvi e achei o seu gesto muito bonito, tenho a certeza que o Tio Pedro vai ficar para sempre nos corações dos sobrinhos!
    Isto porque a mim aconteceu-me uma historia parecida, tendo eu perdido o meu tio chico no dia em que fazia um ano de idade tambem vitima de um acidente trágico, e mesmo nao o tendo conhecido, pelas fotografias e as histórias que me contam parece-me que ele sempre fez parte da minha vida.
    Este blog que criou vai dar aos seus filhos o mesmo sentimento que as histórias que me contam do meu tio me deram a mim, de que ele sempre fez parte da minha vida e que estará sempre a olhar por mim.

    beijinhos e felicidades.

    Gostar

  9. Olá Patricia!
    Ontem quando liguei a tv e vi a fotografia do Pedro, um enorme arrepio percorreu o meu corpo e as lágrimas começaram a cair. O Pedro já fazia parte do grupo de amigos do meu irmão e eu tive a felicidade de o conhecer pessoalmente na escola. Recordo-me que quando deixou a escola, no seu último dia de aulas, veio ao pé de mim, deu-me uma justificação de faltas e disse: “Toma lá miúda, eu já não vou precisar mais disto!”
    O tio Pedro tinha um dos sorrisos mais bonitos do Mundo!
    No dia do acidente ligaram-me a dizer o que tinha acontecido e eu não quis acreditar, achei que não podia ser aquele Costinha. Liguei ao meu irmão, meti-me no carro e fui até ao local. Quando cheguei encontrei alguns amigos, os restos da mota e a terrivel confirmação que o pior tinha acontecido.
    O Mundo é injusto e as melhores pessoas, são as primeiras a partir.
    Hoje é um dia muito triste para mim…há 13 anos atrás ganhei o meu primeiro sobrinho e nesse mesmo dia perdi-o para sempre.
    Sempre que ao pé do tio Pedro estiverem 2 Geriberas brancas, fui eu que as deixei lá. Uma para o Pedro e outra para o meu anjo Rafael. Hoje é um desses dias!

    Gostar

  10. Olá.
    Vi a sua história na tv. E revi-me em muitas das afirmações e declarações que referiu. Também sou irmã de um rapaz lindo de 21 anos, que partiu à cerca de 1 ano. É uma dor terrivel que nos corta eperfura o peito, nos deixa impotentes e desesperados. Faz-nos pensar que não somos nada. Afinal porque é que as pessoas boas têm que nos deixar, por outro lado agradecemo-lhes todos os dias por terem feito parte da nossa vida durante o periodo de tempo que estiveram connosco.
    A posição de irmã, amiga, cúmplice, protectora que nos cabe é terrivel, pois por um lado, sofremos pelos nossos pais destroçados e arrasados, e por outro, sofremos pela partida de quem amamos muito e que nunca sequer pensamos ver partir.
    Muito mais poderia referir, pois esta dor daria para escrever, escrever, escrever sem parar…
    Por isso deixo o meu e-mail, para o caso de querer partilhar os momentos desta dura batalha… a vida!!!
    cerqueira.carla8@gmail.com

    Gostar

  11. Olá Patrícia!

    Qual não é o meu espanto quando hoje fui dar uma olhadela no teu blog e vi que estiveste na TVI! EM JANEIRO!! já cá não vinha à muito, é certo, mas não fazia a mínima ideia que lá tivesses ido contar a história do Costinha…Sabes dizer-me como poderei ver o programa? tens gravação ou está nalgum site (Youtube, por exemplo?).
    Beijinhos e espero que esteja tudo bem contigo.

    Alexandre SIlva

    Gostar

  12. Em mais um dia de trabalho, completamente normal, fiz uma coisa com um amigo, que já não fazia à alguns anos. Abri o chat de um programa e escrevi “Bom dia amigo”. Como podem três palavrinhas dirigidas a um amigo, provocarem-me um arrepio na espinha tão grande!
    Simples…voltei a fazer um simples gesto com um amigo. Um gesto que era hábito fazer todos os dias com o Pedro.
    Assim que carreguei no “Enter” para enviar a mensagem, tive uma daquelas estranhas sensações de deja-vu… Por momentos, fiquei sem qualquer reacção.
    Estive à pouco tempo no cemitério, infelizmente não pelas melhores razões. Não resisti e tive que ir à sua morada. Foi a primeira vez desde o funeral. Desde esse dia nunca tinha conseguido lá ir. Custa perder um amigo assim…
    Mas gosto de pensar que ele está lá em cima a olhar para nós a dizer-nos para curtirmos a vida.
    Afinal ele era(é) assim…

    Beijinhos para ti Patricia. Espero que a família esteja toda bem.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s