O romance de uma vida a 5

A minha amiga Helena enviou-me estas fotos há pouco tempo. Eu sabia que ela as tinha tirado, soube no momento logo a seguir, mas mesmo assim foi uma surpresa recebê-las. Uau! Obrigada, Helena. Parece que estamos a fazer uma sessão fotográfica e que o fotografo nos passou a bola para nos descontrairmos e esquecermos a câmara. Mas não estávamos. Estávamos a ver um dos jogos do João Maria em Lisboa, julgo que no Estádio Universitário, e fomos fotografados, sem sabermos, enquanto namorávamos no intervalo. Atirar uma bola, sorrir, dar um beijinho e um abraço é namoro, ou não?

Não temos muitos momentos a dois, mas tentamos aproveitar bem todo o tempo que estamos juntos. Estamos juntos há quase 20 anos (faz em Julho deste ano), estamos casados há quase 17 anos (faz daqui a uns dias) e somos pais há quase 14 anos (o mais velho já faz 14 anos em Abril). Quase nunca sentimos necessidade de marcar um tempo só para nós. A verdade é que esses momentos vão acontecendo e são cada vez mais. Mas mais do que o tempo que estamos juntos, perco-me no tempo a pensar em tudo o que já conquistámos os 2. Como continuamos a ser as mesmas pessoas e embora sejamos UM (casal) nunca deixámos de ser DOIS. E é nessa diferença dos DOIS que nos completamos como UM.

Eles crescem tão rápido. Já conseguimos que fiquem os três alguns bocadinhos sozinhos em casa. De repente parece já faltar tão pouco tempo para serem eles a marcar que o nosso tempo vai voltar a ser cada vez mais os dois. Sem eles.

No primeiro sábado deste ano fomos os dois, de manhã, sozinhos a uma missa das E.J.N.S.. Quem me conhece sabe o quão especial foi para mim estarmos ali os dois. Os dois em silêncio numa igreja cheia até à porta. Nesse mesmo dia jantámos com amigos num restaurante a 100 metros de casa. No próximo mês vamos festejar o aniversário de casamento num sítio desses mesmo bons (que vocês me recomendaram aqui), algures não muito longe de casa. Uma noite entregues à avó. Uma noite entregues aos dois.

Muitas vezes dançamos a dois sozinhos na cozinha. Muitas vezes eles aparecem e juntam-se à festa. Muitas vezes eles se levantam da mesa antes de nós, deixando-nos os dois à mesa a conversar. Muitas tardes ao fim-de-semana eles têm jogos ou festas de aniversário. Muitas noites, quase todas, eles adormecem antes de nós.

Muitas vezes estamos os dois, mesmo estando os cinco. Exactamente assim, como estamos nestas fotografias.

 Também poderão gostar de ler: Um dia vamos voltar a ser dois

4 thoughts on “O romance de uma vida a 5

  1. Tão bom quando, se consegue manter essa cumplicidade, apesar dos problemas do dia a dia. Bem sei que uns terão mais que outros, mas tenho a certeza que por mais graves e complicados que sejam, tudo se resolve então em conjunto, é tão mais fácil. Mas também é verdade que são essas alturas difíceis, que nos põem, à prova é nem sempre é fácil gerir, o desgaste é inevitável, as rotinas, os miúdos que são o nosso maior orgulho e bem mais precioso, mas que mesmo quando a idade avança tornam-se mais independentes é verdade e libertam-nos da reclusão de quando eram pequenos. Mas nem por isso, dão menos trabalho, dou tantas vezes por mim a pensar era tão bom quando só tinha que os enviar na banheira, normalmente os três de atacado, em vez de os mandar repetida e cansantivamente tomar banho!!! Todas as fazes têm o seu quê, mas está da aborrechência é tramada e muito desgastante. É tão bom o casal, manter a cumplicidade apesar destas batalhas diárias, que por vezes se pegam aos pais!!! Só assim é possível a sobrevivência da relação. Parabéns porque nem sempre é fácil manter esse registo!

    Liked by 1 person

    1. Oh Joana
      Não poderia concordar mais consigo.
      E a fase da adolescência? Ui… e quando a mãe diz sim e o pai diz não? E quando fazemos aquilo que dissemos sempre que não íamos fazer?
      É pois um desafio diário mas que vale tanto a pena
      Obrigada pela partilha.
      Grande beijinho

      Gostar

    2. Publiquei sem ler, tenho que fazer a errata!!🤣🤣🤣 últimamente ando um bocado deslérica!! Por isso leia-se fases e não fazes, desculpem, tb o meu Tlm tb não colabora nada, tem vontade própria!!!😁

      Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s